Como Limpar a Bicicleta

Andar de bicicleta é muito bom, e um ótimo exercício, mas deve-se ter cuidados, como com qualquer outro meio de transporte. No entanto, como limpar a bicicleta?

A terra e o tempo diminuem o bom funcionamento e a vida útil das peças. Utilizar máquinas de pressão para a limpeza das bicicletas, prejudica. A pressão proporcionada por estas máquinas jogam água nos rolamentos da mesa de direção, na suspensão e retira a graxa necessária para o bom funcionamento. Com isso, cuidado com essas máquinas que nos induzem a achar que são mágica. Caso você queira fazer um limpa, utilize as dicas abaixo de como limpar a bicicleta:

Obs: Limpe sempre por onde está mais sujo. Esse procedimento evita  ter que limpar esses pontos duas, três vezes. Antes de iniciar a lavagem, tire as rodas e erga a bicicleta deixando-a na posição vertical. Dessa forma você terá acesso a todos os lados e pontos da bicicleta.

Como limpar a bicicleta parte por parte

Inicie pelo sistema de transmissão (corrente, coroas, pedivela e câmbios). A corrente não estando muito suja, limpe apenas com um pano. Entretanto, se ela estiver muito suja de óleo, um pano não vai dar certo. Comece a limpar detalhadamente. Você não precisa tirá-la do lugar. Retirar a corrente do lugar exige muito trabalho, além de muita graxa e poeira. Para eliminar essa sujeira, a graxa tem q sair. Utilize uma escova velha de dente e uma bandeja rasa, se tiver, pode deixar a corrente imersa na água enquanto ocorre a limpeza.

O cassete e o pedivela vão precisar de limpeza. Deve-se fazer da mesma forma que a corrente. Caso tenha muito óleo, use solvente. Cuidado para não deixar cair o produto nos rolamentos e cubos Lembre-se de seca-los bem e de lubrificar novamente. Todos esses componentes estando limpos, lubrifique a corrente. Os pingos de óleo se tornam mais coerentes que o spray. Os pingos nos pontos corretos evita o desperdício e o excesso. A lubrificação na corrente deve ser feita nas uniões e nos elos. O óleo lubrificante deve adentrar, depois espere cinco minutos para limpar o exagero com o pano. Não deve lubrificar as coroas.

Agora vá para as rodas. Para retirar a lama seca, pedale nas ruas em forma de paralelepípedos. Esse procedimento elimina quase toda a sujeira. Caso não elimine use esponja e água. Coloque a roda em vertical para o cubo não encharcar. Limpe do meio para baixo.O V-brake funciona melhor com aros limpos. Sujeira no aro ou nas sapatas diminui o melhor desempenho do freio. Use o lado verde das buchas de lavar louça, é uma ótima opção. Esponjas de aço são proibidas, apenas nylon. Inspecione o aro durante a limpeza, se houver fortes marcas ou sinais de muito desgaste, eles deverão ser trocados. Se o aro quebrar, não poderá usar a bicicleta.

Os freios a disco funcionam melhor limpos. Não o contamine com óleo ou substâncias químicas. Caso o disco esteja engordurado, use álcool isopropil encontrado em farmácias, ele evita vestígio. Os químicos para discos de carro devem ser usados com cuidado, estes produtos deixam resíduos no freio da da bike e na frenagem não são retirados. O disco da bicicleta deve estar completamente limpo.

Os freios V-brake devem ser limpados. Solte-o para ter chegar à sapata de borracha e para que ocorra a limpeza. Se for encontrado resto de metal ou areia, utilize faca ou chave de fenda para remover. Cuidado para não marcar a superfície. Inspecione o freio. Em sua maioria vem sulco indicador de desgaste, se sumiu deve-se trocar o freio.

Nos freios a disco tem que manter a pinça limpa sempre. Cheque todos os ligamentos que houver evitando vazamento do óleo. Qualquer vestígio de óleo indica que algo está errado. As mangueiras não podem ter marcas, pedra pode detonar. Caso aparente marcas, troque. Vazamento hidráulico é complicado e finaliza passeios. Dê uma olhada nas pastilhas, elas apresentam 0.5 milímetros de espessura. Limpe e lubrifique os cabos internos dos conduites.

Os cabos de freio, solte da pinça para ele ficar solto o suficiente, e auxilie no deslocamento dos conduites dos terminais para que eles corram no cabo e a limpeza e lubrificação possa ser feita. Água nos cabos é proibido, use panos para retirar sujeiras e pingue óleo para lubrificar.

Use o mesmo procedimento no cabo do câmbio traseiro. Contudo, o câmbio deve estar na marcha mais pesada e empurrar com as mãos o braço do câmbio para dentro, para o cabo ser afrouxado. A folga necessária deve ser feita para o cabo se soltar e repetir a operação de limpeza. Já no câmbio dianteiro, deve-se colocar na coroa maior, segurar o braço e no trocador, soltando como se fosse para a coroa menor. A folga irá ocorrer e você irá liberar o cabo repetindo a limpeza, igualmente nos casos anteriores.

Os pedais são esquecidos. Entretanto, são os mais expostos à sujeira. Se usar clip deve-se ter bastante preocupação com eles, porque o clip não limpado corretamente pode vir a falhar na hora que for preciso utilizá-lo. Faça a limpeza como na corrente e lubrifique as partes móveis. Após limpar os principais componentes da bicicleta, inicie a limpeza no quadro e nos outros componentes com a esponja e pincel. Tudo irá funcionar corretamente e melhor se estiver limpo. Coloque as rodas nos seus devidos lugares e não esqueça dos freios, reencaixe. Calibre os pneus também, não esqueça.

Para auxiliar e saber certo quais são as peças na hora de limpar, veja o esquema a seguir identificando cada uma:

 

Peças de Bicicleta - Como limpar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *